fbpx

equilibrar o corpo e a mente é essencial

meditação: Aprenda técnicas simples

A meditação é uma prática ainda desconhecida para a grande maioria das pessoas, principalmente aqui no Brasil. Entretanto, ela começa a ganhar mais espaço por conta dos dias mais corridos e da rotina intensa, que pode gerar ansiedade e estresse. E a quantidade de pessoas que tem procurado essa técnica depois da pandemia só aumenta a cada dia.

“Meditar é uma das válvulas de escape para conduzir a mente para um estado de relaxamento e calma, utilizando métodos de respiração, postura e concentração, focando no momento presente.

É um método que não está vinculado a nenhuma religião, apesar de muitos utilizarem essa prática em atos religiosos, principalmente no oriente.”

Para você que tem interesse em começar a praticar, mas não sabe como, confira algumas dicas que trouxemos hoje. Saiba que pode parecer difícil, mas é mais simples do que aparenta.

Por que meditar?

A meditação está se tornando cada vez mais comum pois seus praticantes percebem uma grande melhora em vários aspectos da saúde, como maior concentração, redução na ansiedade e nos picos de depressão, a mente mais calma, pressão arterial regulada, melhora na memória, além sentirem o corpo mais relaxado. É uma forma simples e rápida de se conectar com seu próprio corpo e mente, melhorando a qualidade de vida num todo.

Como devo me preparar?

· Uma das principais dicas é não se cobrar tanto caso não consiga se concentrar nas primeiras vezes, porque é normal ter essa dificuldade no início. Tudo se aprimora praticando.

· Tente separar um horário específico na sua rotina que seja fácil de manter uma frequência.

· Procure praticar em momentos em que haja mais silêncio e menos compromissos, como no início da manhã ou ao final do dia.

· Deixe o celular de lado, desativando notificações, para que não haja nenhuma distração durante a prática.

· Você pode praticar em casa ou algum lugar de sua preferência, sempre buscando locais mais calmos e silenciosos.

· Separe de 5 a 20 minutos para meditar por dia. Esse tempo pode variar de acordo com a sua facilidade e necessidade.

· Vista roupas bem confortáveis, que não te distraiam durante a meditação.

· O clima do ambiente também é de extrema importância. Caso esteja muito quente, deixe a ventilação mais fresca. Caso esteja mais frio, deixe uma manta, cobertor ou xale ao seu lado, principalmente no início da prática, em que o corpo sente mais frio.

· Deixe o ambiente o mais confortável possível para você, acendendo uma vela ou incenso, músicas relaxantes tocando de fundo, num volume que te inspire e acalme, e luz fraca, mais indireta.

· Sente de forma ereta e confortável, numa cadeira, tapete ou almofadas. Pois assim o corpo consegue relaxar, mantendo o mínimo de atenção e alerta. A posição mais conhecida é a de lótus, em que as pernas ficam cruzadas, com os pés apoiados um pouco acima do joelho.

· Feche os olhos de forma gradual, para não correr o risco de pegar no sono, caso a prática seja muito relaxante. Direcione os olhos de forma inclinada para baixo, sem mover o pescoço, e deixe-os levemente fechados.

· As mãos podem ficar repousadas ao lado do corpo, sobre as pernas ou na região abdominal, como ficar mais confortável para você.

A meditação

Existem diversas técnicas para meditar, mas todas têm em comum a concentração. A forma e o estilo da prática vão variar de acordo com a sua habilidade de se concentrar, e como mais lhe convém no dia-a-dia.

Focando na respiração

O primeiro passo da meditação, depois de já estar num ambiente preparado, sentado de forma confortável, é dar total atenção à respiração, direcionando o pensamento a algo concreto, com prioridade a um único ponto, deixando ainda o corpo mais relaxado com a respiração lenta.

Existem técnicas de respiração, principalmente dentro da yoga, que vão te ajudar a se concentrar melhor para meditar. Uma das mais simples é contar os segundos da inspiração e expiração. Por exemplo: Inspirar em 4 segundos e expirar em 4 segundos. Essa prática pode ser modificada de acordo com o seu conforto, aumentando esse intervalo. Além disso, é preciso focar no movimento do ar dentro do seu corpo, utilizando toda a barriga e o tórax, de forma profunda, sentindo o ar entrando e saindo do pulmão, de forma lenta, consciente e prazerosa. Encontre o ritmo ideal para sua respiração, focando no processo em si.

Meditação guiada

Hoje em dia existem diversas formas de praticar a meditação de forma guiada, com aplicativos, sites e vídeos. Para quem tem medo ou dificuldade para começar a meditar, os guias são de extrema ajuda.

Esses guias são narrativas que vão te fazer focar em determinados pontos durante a prática, conduzindo o pensamento para a concentração real.

“Nesse caso, procure uma opção de meditação guiada que seja propícia para você, se o tom de voz te agrada, assim como o ritmo da prática, para tornar sua imersão o mais natural e leve possível.”

Mantras

Você já deve ter ouvido falar sobre os mantras, ou relacionado diretamente com meditação ou yoga, não é mesmo?

Mantra é um som sutil que te conduz para dentro de si mesmo, com uma vibração. Eles devem ser vocalizados para transmitir essa vibração de dentro pra fora. Um dos mais conhecidos é o “om”.

Existem formas de obter também um mantra personalizado, de acordo com as suas necessidades, para te ajudar a mergulhar na concentração e foco.

Como controlar a mente

O mais difícil para quem está iniciando a prática da meditação é não deixar os pensamentos tomarem conta da mente. Parece que nessa hora vêm todas as preocupações na cabeça, e te impedem de relaxar. Por isso, todos os instrutores recomendam que o ideal não é tentar afastar os pensamentos, porque tudo que tentamos bloquear na mente se tornam ainda mais fortes. Temos que deixar os pensamentos simplesmente passarem pela nossa mente reconhecendo-os, num fluxo livre, de forma que eles possam se esvair, até retomarmos o foco.

Meditação em grupo

Se você é daquelas pessoas que precisam de companhia para criar algum hábito, existem vários grupos de meditação, principalmente de forma presencial, agora com a retomada das atividades. Além do que, nós temos uma capacidade mental muito grande de sentir os ambientes e a sintonia das pessoas que estão ao nosso redor. Se praticamos uma meditação num ambiente em que todos estão tranquilos e em sintonia, se torna mais fácil de concentrar na prática e de criar um hábito concreto no meio da rotina corrida.

Terminando a meditação

Ao final da prática, o ideal é ir “acordando” o corpo aos poucos, sem pressa para abrir os olhos ou começar a se mover. Vá se movimentando gradualmente, de forma consciente, se concentrando em cada parte do corpo, retomando a consciência no entorno do espaço em que você está. Depois disso, abra os olhos e tente levantar devagar, para então retomar suas atividades da rotina.

Depois dessas dicas, é possível ver que a meditação só parece difícil, mas é uma prática que garante uma melhor qualidade de vida para nós, principalmente nos dias de hoje, em que temos uma rotina muito atribulada.

Então, prepare seu cantinho para iniciar essa prática milenar, que pode ser incluída no seu dia-a-dia de forma super simples.

Queremos saber sua opinião!